Médicos farão novas paralisações dias 30 e 31

24/07/2013 09:20

Cirurgias eletivas reagendadas, consultas canceladas e usuários sem atendimento. A paralisação de médicos dos setores público e privado em âmbito nacional impactou no atendimento em Fortaleza e provocou insatisfação. Os atendimentos de urgência e emergência, porém, não foram interrompidos. Novas paralisações estão marcadas para os dias 30 e 31 deste mês.

 

A mobilização da categoria teve como pautas principais a Medida Provisória nº 621, que institui, entre outros pontos, o programa Mais Médicos, do Governo Federal; e os vetos da presidenta Dilma Rousseff a 10 itens do Ato Médico.

 

No Instituto Dr. José Frota, o agricultor Gildivam Soares, 45, que veio de Jaguaribe (291 km da Capital), ficou sem o retorno médico marcado. “Não fui atendido e remarcaram para o dia 13 de agosto”, conta. No Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), a dona de casa Luana Timóteo, 19, esperava que a tia recebesse alta após o parto, ocorrido dois dias antes, mas, segundo ela, não havia médico para dar alta.

 

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), todas as consultas que tiveram problemas serão remanejadas. No IJF e Hospital Geral de Fortaleza (HGF), as cirurgias eletivas foram remarcadas para os próximos dias. No HGF, a assessoria indicou que a maior parte dos médicos foi trabalhar e serviços como ambulatório funcionaram normalmente. Já a assessoria do HGCC informou que os procedimentos do hospital seguiram normalmente.

 

FONTE: Jornal O Povo - 24/07 (resumo da notícia).


 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!