Nossa História

A categoria dos vigilantes começa por volta do ano de 1800 quando ocorrem diversos assaltos a diligências no velho oeste. No Brasil, surgem os primeiros vigilantes em meados de 1964 em plena ditadura militar. Eles chegam para impedir os assaltos a bancos que começaram a ser praticados pelos defensores da democracia que viam naqueles atos uma forma de buscar recursos para legitimar e restabelecer o direito do povo.

Por volta de 1979, os vigilantes se organizaram em associações pois a ditadura militar coíbe o direito de livre organização dos trabalhadores e impede a criação de sindicatos. Depois de muitas lutas e enfrentamentos, algumas lideranças políticas dentro da categoria dos vigilantes fundaram em Brasília o primeiro sindicato do país.

Era dado o primeiro passo. A partir daí começaram a surgir associações em todo o país, inclusive no CE. Começava o trabalho pela conscientização da categoria de vigilantes.

Organizado o sindicato começa a lutar para regularizar a situação dos trabalhadores buscando a melhor forma de representa-los. Porém, infelizmente as coisas voltam a piorar e um advogado começa a mandar no sindicato decidindo tudo a seu favor e contra a categoria.

Havia muita coisa estava errada e era preciso manifestar a insatisfação de nossa classe com algumas pessoas daquela direção. Com o apoio de outros vigilantes e da CUT nos organizamos. A nossa luta era a do trabalhador. Em 1997 foi composta uma chapa, que tomou definitivamente o sindicato das mãos do patronal.

Mudávamos a história. Efetivamente começávamos a trabalhar pelos vigilantes. Discutimos os anseios dos trabalhadores e avançamos. Éramos uma categoria com mais de vinte anos de existência e sem sede própria, não tínhamos direito ao vale-transporte e a nossa convenção só trazia obrigações e muitos deveres. As empresas detinham todos os direitos.

Revertemos este quadro. Resgatamos os trabalhadores e mostramos a eles que o sindicato é a sua casa, um espaço para que ele possa reivindicar melhorias de trabalho e melhores salários.

 

Sindicato dos vigilantes do estado do ceará tem uma história de muitas lutas e conquistas.

Em 1979, aconteceu a primeira reunião para fundar a associação dos vigilantes do estado do ceará. No dia 7 de novembro daquele mesmo ano, com o apoio dos bancários, 40 vigilantes se reuniram para, efetivamente, fundar a associação.

 

A idéia de criar uma entidade para defender os trabalhadores vigilantes surgiu em virtude da exploração da classe patronal, devido aos maus-tratos e ao desprezo para com os trabalhadores vigilantes.

 

Naquela época, o grande idealizador desta idéia foi, também, quem se tornou o primeiro presidente da nossa associação, o valorozo companheiro horácio custódio de sousa.

 

Em 21 de março de 1980, foi fundado o sindicato dos vigilantes do estado do ceará e, hoje, estamos há 24 anos trabalhando e batalhando sempre em prol da categoria.

 

Uma direção séria e comprometida 10 anos se passaram desde o início da nossa primeira gestão. Muito trabalho e dedicação para que a nossa categoria alcance cada vez mais conquistas. Há muito ainda a ser feito. Sabemos que a nossa luta não pode parar, mas já temos uma história marcada por uma incansável batalha em defesa da categoria.

 

Nestes dez anos de mandato do companheiro geraldo cunha, já tivemos grandes conquistas em prol dos companheiros vigilantes: vale refeição em 2001, construção da nova sede, redução do período aquisitivo das férias para 18 meses, enquanto que a c.l.t. determina 23 meses, atendimento médico e odontológico no convênio de saúde com a associação dos merceeiros, realização da festa do dia das crianças todos os anos, assim como a realização do campeonato de futebol da categoria, a continuidade do  programa de rádio ”a voz do vigilante”, carteira nacional do vigilante gratuita, paga pelas empresas, eliminação do vigilante jr, compra de um terreno para construir a área de lazer dos vigilantes, a conquista do colete a prova de balas, a reblindagem dos carros fortes, realização de congressos voltados para o fortalecimento da categoria, a informatização e estruturação da sede, a abertura de delegacias sindicais nas cidades de juazeiro do norte e sobral, dentre outras conquistas como: a manutenção dos vigilantes que prestam serviço para a seduc, que iriam ser trocados por alarmes - segurança eletrônica - no final do governo lúcio alcântara, a parceria com a prefeitura de fortaleza para implantação de vigilantes nas escolas municipais, o fortalecimento do nosso setor jurídico com 4 advogados à disposição dos vigilantes no setor criminal, cível, trabalhista e previdenciário,e entre outras vitórias, uma das maiores de todas foi a conquista dos tão sonhados 6% de risco de vida para a categoria durante uma greve geral que aconteceu em fevereiro 2010 e que durou 9 dias.

 

Portanto companheiros vigilantes, principalmente os mais novatos na área da segurança privada, colocamos aqui um pouco da historia e alguns dos benefícios do sindicato dos vigilantes em favor de seus filiados e dos não filiados, são diversas conquistas para a categoria, visto também que o sindicato dos vigilantes, desde o ano de 1999, nunca deixou de brigar por reajuste de salário para os vigilantes, mesmo nos momentos mais difíceis.

E então, companheiros e companheiras, o que você está esperando? Não perca mais tempo! Não fique só, fique sócio do seu sindicato!

Seja um vigilante consciente, filie-se e usufrua de todos os benefícios que o sindicato lhe oferece.

O sindicato dos vigilantes é filiado à cut, fetrace e cntv (confederação nacional dos vigilantes).

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!